Prótese de Mama

A mamoplastia de aumento, ou cirurgia de aumento da mama, é
um dos procedimentos de cirurgia plástica mais realizados
atualmente. Com o tempo, fatores como idade, genética, gravidez,
mudança de peso e gravidade podem alterar o tamanho e o
formato da mama. As mulheres que estão insatisfeitas com o
tamanho dos seus seios, ou que tiveram alteração na aparência
da mama, podem ter seios maiores e modelados através da
mamoplastia de aumento. Durante este procedimento, os
implantes mamários são colocados dentro de um bolso atrás do
tecido mamário existente. A mamoplastia de aumento pode
aumentar ou equilibrar o tamanho de mamas assimétricas,
restaurar o volume ou o formato da mama após a perda parcial ou
total do tecido mamário. É importante destacar que a mamoplastia
de aumento não pode corrigir a flacidez ou seios caídos. Nestes
casos, normalmente é preciso realizar uma mastopexia
conjuntamente com a mamoplastia de aumento.

Opções de implante

Existem diversas opções de implantes mamários. Os implantes
mamários são diferenciados de acordo com o formato, a textura e
o perfil. Os implantes mamários podem ser redondos ou
anatômicos, e podem ter uma superfície lisa ou texturizada. O
perfil do implante mamário pode ser padrão, moderado ou alto. Os
implantes mamários também podem variar de acordo com o
tamanho ou volume.
Uma das decisões mais importantes sobre a mamoplastia de
aumento é definir se serão usados implantes salinos ou de
silicone. Ambos os tipos de implantes são disponibilizados em
formatos, tamanhos e texturas similares, mas a diferenciação está
no preenchimento do implante. Os implantes de silicone são feitos
de uma concha de borracha de silicone e são inteiramente
preenchidos com gel do material, tendo uma sensação que se
assemelha mais ao tecido mamário natural. Os implantes salinos
possuem a mesma concha de borracha de silicone, mas são
preenchidos com uma solução salina estéril. O vídeo apresenta
detalhes sobre os implantes salinos e as diversas opções de
inserção e posicionamento.

Após determinar qual implante será colocado (salino ou de
silicone), seu cirurgião ajudará você a escolher o estilo e tamanho
adequados de acordo com o seu estilo de vida, o contorno
corporal e a quantidade de tecido mamário existente para obter o
tamanho e a aparência desejada.

Anatomia

Como você deve saber, alguns fatores como idade e gravidez
podem afetar a elasticidade da pele e do tecido mamário,
resultando em mudanças no formato e na aparência da mama.
As mamas consistem principalmente de gordura (tecido adiposo) e
tecidos glandulares que determinam seu tamanho e formato. A
firmeza e o levantamento são geralmente influenciados pela união
satisfatória dos ligamentos da mama à parede torácica que
oferece apoio às mamas. O tecido adiposo e os ligamentos
circundam a glândula mamária (lóbulos) e dutos lactíferos. As
mamas também possuem vasos sanguíneos que nutrem e vasos
linfáticos que ajudam o organismo a combater infecções. As
mamas não possuem músculo, exceto por pequenas fibras
musculares concentradas nos mamilos. No entanto, as mamas
estão posicionadas sobre duas camadas musculares, o músculo
peitoral maior e o músculo peitoral menor, que as separam da
parede torácica.

Procedimento

O cirurgião fará uma incisão para ter acesso a parte de trás da
mama. Embora a incisão seja feita da forma mais discreta
possível, seu comprimento e aparência podem variar de acordo
com o tipo e tamanho do implante, do contorno corporal e
conforme a preferência do cirurgião.
Cuidadosamente, o cirurgião fará a separação do tecido mamário
para chegar até a área da mama onde o bolso será formado, e em
seguida cria o bolso onde será colocado o implante. Mostramos
aqui um bolso para a inserção biplanar (submuscular parcial).
Caso a incisão transaxilar ou TUBA seja escolhida para seu
procedimento, o cirurgião pode usar um endoscópio (um tubo fino
com câmera e luz na extremidade) para percorrer o caminho
desde a incisão na axila ou umbigo até a região da mama.

Recuperação

A maioria dos procedimentos de mamoplastia de aumento é
realizada sem a necessidade de internação, ou seja, você poderá
ir para casa no mesmo dia (normalmente no período entre duas e
quatro horas). Antes disso, você receberá um sutiã especial ou
uma malha de compressão e receitará um medicamento para
amenizar a dor nos primeiros dias (conforme necessário). Você
provavelmente terá que aguardar vários dias para retomar suas
atividades diárias. Para evitar complicações, siga o plano de
recuperação orientado pelo seu cirurgião, incluindo as restrições
da prática de atividades intensas e carregamento de peso.
Caso o cirurgião tenha usado suturas indissolúveis, elas serão
normalmente removidas no período de uma a duas semanas. A
maior parte do inchaço diminuirá em poucos dias. No entanto, o
inchaço remanescente poderá persistir por algumas semanas.

Riscos e resultados

Consulte seu cirurgião para saber como os implantes podem
afetar a amamentação e mamografias; riscos como ruptura ou
contratura capsular, nos quais o tecido cicatricial pode comprimir e
deformar o implante; e opções para avaliações futuras, uma vez
que os implantes não duram eternamente.
Embora parte do resultado seja perceptível de imediato, o
resultado definitivo será visível depois que os implantes estiverem
adaptados e o inchaço tiver desaparecido por completo. As
cicatrizes provenientes das incisões normalmente tornam-se mais
finas e discretas após vários meses. É importante lembrar que o
formato das mamas continuará sofrendo mudanças ao longo do
tempo. Entretanto, os resultados da mamoplastia de aumento
normalmente são duradouros, o que significa que as mamas
permanecerão firmes modeladas por muitos anos.